Leitura de um amigo

Para coroar a noite, uma leitura belíssima de mim e d’O Autor do Leão vinda de um grande amigo (e de sua companheira Gi), Diego Cabús, que já me vê por esse mundo de meu-deus há algum tempo:

Quando Gi esteve pela primeira vez em Salvador, saímos com um grupo de amigos para comer algo e conversar. Perguntei depois o que ela achou do pessoal e da resposta toda eu só lembro do: “Gostei que só de Saulo. É uma pessoa simples”.

Sempre achei aquela fala curiosa. Direta – ao estilo de Gi, mas um tanto incompleta para quem conhecia Saulo um pouco melhor.

Quando soube da publicação de “O Autor do Leão”, fiquei muito feliz por Saulo e cheguei a prometer que pegaria com ele um exemplar. A questão é que minha vida já não era só minha e não pude cumprir a promessa tão rápido. Eu iria comprá-lo, mais cedo ou mais tarde, até por obrigação, pelo débito com um amigo.

Fui ao Shopping Barra no domingo (19) e parei no stand da Caramurê (em frente ao SAC), para ter finalmente o livro em minhas mãos. Aproveitei para levar também o “Mailon, o Cão que Late para o Espelho”, que ainda vou ler antes de apresentar às meninas.

O livro é uma maravilha. Os 10 contos têm traços de estilo e mesmo de temática em comum, ainda que não haja relação semântica entre si. Boa parte deles trata do ato de criação, sob diversas perspectivas, muito bem escolhidas e abordadas. Eu queria ser menos ansioso para poder degustar conto a conto por muitos dias, mas o máximo que consegui foi dividi-los entre a noite de domingo e a de ontem.

O Autor do Leão lembra muito o próprio Saulo visto logo por Gi. É simples. Simples na apresentação, na narrativa fluida da maior parte dos contos, nas mensagens que muitas vezes são percebidas sem tanto esforço. Porém, ao mergulhar um pouco mais nas referências que utiliza, na construção das personagens, nas frases preciosas que deixa quase sem querer no meio de um ou de outro parágrafo e em alguns elementos literários mais refinados, percebe-se que a aparente simplicidade se apresenta por opção. Que ali há tanta complexidade e criatividade quanto pode caber em 20 e poucos anos ou em menos de 100 páginas.

Indico animadamente o livro aos amigos – já esperando por novos e maiores voos que certamente virão em pouco tempo – e deixo aqui uma amostra grátis que foi dada pela própria fan page.

Advertisements

About Saulo Dourado

É escritor e professor e vive na Bahia. Mestre em Filosofia pela UFBA, publicou os livros de contos "O Autor do Leão (2014)" e "O Mar e Seus Descontentes (2016)", além de histórias infanto-juvenis, como colunista do A Tardinha, suplemento do Jornal A Tarde. Escreve sobre literatura com o prazer de quem bem conversaria uma tarde depois de cada leitura.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: